Pesquisar

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

A sorte está lançada: Reator de fusão nuclear é selado

A sorte está lançada: Reator de fusão nuclear é selado: Um reator do tipo estelarator não tem corrente, eliminando de pronto o problema das instabilidades do plasma.

Toro, o robô que vai andar em ambientes desconhecidos

Toro, o robô que vai andar em ambientes desconhecidos: Quando se trata de construir um robô humanoide, o jeito alemão de fazer as coisas não foge de sua praticidade característica.

A vida surgiu em Marte e veio para a Terra - versão 2013

A vida surgiu em Marte e veio para a Terra - versão 2013: Embora soe mirabolante, a proposta tem lugar para se encaixar nas discussões levadas a sério pelos cientistas.

Objeto rotativo mais rápido do mundo atinge 600 milhões de rpm

Objeto rotativo mais rápido do mundo atinge 600 milhões de rpm: A demonstração pode ajudar a elucidar a fronteira que separa os fenômenos explicados pela mecânica clássica dos fenômenos explicados pela mecânica quântica.

Objeto rotativo mais rápido do mundo atinge 600 milhões de rpm

Objeto rotativo mais rápido do mundo atinge 600 milhões de rpm: A demonstração pode ajudar a elucidar a fronteira que separa os fenômenos explicados pela mecânica clássica dos fenômenos explicados pela mecânica quântica.

Projeto Associa Indústria oferecerá mais de 50 mil vagas para capacitações

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) firmaram, nesta terça-feira (27), parceria para reforçar a capacitação de empresários e gestores da indústria em assuntos que afetam a competitividade do setor. Até 2015, o projeto Associa Indústria oferecerá 53.500 vagas para capacitações que mostram como funciona o sistema tributário, a legislação trabalhista, as normas ambientais e as tarifas de energia elétrica, entre outros temas. Além disso, os eventos visam estimular a participação e o associativismo empresarial.
De acordo com o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, o convênio é fundamental para o desenvolvimento do associativismo e fortalecimento dos sindicatos e federações de indústrias, da CNI e do Sebrae. “O objetivo dos sindicatos é prestar serviços às empresas e oferecer mecanismos e apoio para promover discussões sobre questões que afetam a competitividade das empresas”, destaca Andrade.
Para o presidente do Sebrae, Luiz Barretto, o Associa Indústria complementa outras parcerias já feitas entre as duas entidades para apoio à inovação de desenvolvimento do empreendedorismo. “Agora temos essa nova ação conjunta de apoio ao associativismo, que é fundamental para incentivar a cooperação e melhoria do ambiente de negócios das pequenas empresas”, completa Barretto.
Associa Indústria
O programa triplicará o número de vagas oferecidas pelo Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA), realizado em parceria pela CNI, federações e sindicatos industriais, que entre 2012 e 2013 capacitou mais de 17 mil gestores empresariais e sindicais. A quantidade de turmas também aumentará de 331, no biênio 2012-2013, para 1.525 nos próximos dois anos. Serão investidos pela CNI e Sebrae R$ 14,5 milhões no Associa Indústria.
Em setembro, os cursos e outras ações do Associa Indústria serão ofertados nos estados do Amazonas, Bahia, Mato Grosso, Bahia e Paraná. A fase preliminar ocorre até novembro e cada estado deverá desenvolver quatro iniciativas, sendo duas setoriais.
Os empresários e gestores interessados em participar dos cursos do projeto Associa Indústria poderão procurar o sindicato empresarial do seu setor ou a federação das indústrias de seu estado.
(Agência Gestão CT&I com informações da CNI)

Governo federal prevê investimento de R$ 112 bilhões de royalties em educação

A presidenta da República, Dilma Rousseff, dissen, nesta terça-feira (27), que os recursos dos royalties do petróleo do pré-sal a serem investidos em educação devem chegar a R$ 112 bilhões em 35 anos. O pronunciamento ocorreu na cerimônia de formatura de 2,6 mil estudantes do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), realizada em Belo Horizonte.
Os formandos participaram de cursos oferecidos pelo Sistema S no âmbito do Pronatec. Os 1,3 mil estudantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e os 1,3 mil do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) formaram-se em cursos como eletricista industrial, mestre de obras, joalheiro, inglês aplicado ao turismo, almoxarife e sommelier.
Foram atendidos estudantes dos municípios mineiros de Barbacena, Belo Horizonte, Betim, Contagem, Coronel Fabriciano, Ibirité, Itabira, Itaúna, Mariana, Matozinhos, Nova Lima, Ouro Branco, Ouro Preto, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, Sabará, Santa Luzia, Sete Lagoas, Tarumirim e Vespasiano.
De acordo com a presidenta, o emprego qualificado combina pessoas e educação e o trabalho não especializado tem um limite dentro da economia. “O Pronatec é uma ponte entre a necessidade que as empresas têm de trabalhadores qualificados e a necessidade que o Brasil tem de empregar os jovens”, afirmou.
Pronatec
Criado em 2011, o Programa já registrou 4 milhões de matrículas em todas as modalidades de cursos. Em Minas Gerais, foram efetuadas 468 mil matrículas. Até agosto deste ano, os mineiros formalizaram 104,4 mil matrículas em cursos de qualificação profissional e 58,4 mil em cursos técnicos por meio do programa Bolsa-Formação. O Pronatec tem como meta oferecer cursos técnicos e de formação inicial e continuada a 8 milhões de estudantes e trabalhadores até 2014.
(Agência Gestão CT&I com informações do MEC)

PEC que cria incentivos para ciência, tecnologia e inovação é aprovada na CCJ

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), da Câmara dos Deputados,  aprovou, nesta quarta-feira (28), a admissibilidade da PEC 290/13, que acrescenta as expressões tecnologia, pesquisa e inovação em diversos artigos da Constituição, de forma a ampliar a competência legislativa, as políticas públicas e a concessão de estímulos da União, dos estados e dos municípios para essas áreas.
A Proposta de Emenda à Constituição também cria o Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, em regime de colaboração entre os setores público e privado e com funcionamento a ser regulado em lei federal.
As mudanças, por exemplo, permitem à União vincular parcela de sua receita a entidades de fomento ao ensino e à pesquisa científica, admite a adoção de mecanismos especiais ou simplificados de contratação de bens e serviços, de controle e de tributação e admite a cessão temporária, pelo Poder Público, de recursos humanos, equipamentos e instalações a entes públicos e privados.
(Agência Gestão CT&I com informações da Câmara dos Deputados)

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Veículo elétrico sem motorista começa a rodar em Cingapura

Veículo elétrico sem motorista começa a rodar em Cingapura: O veículo transporta até oito passageiros de cada vez, a uma velocidade de exatos 20,1 km/h.

Confirmada existência do elemento químico 115

Confirmada existência do elemento químico 115: Cientistas suecos afirmam ter encontrado provas da existência do elemento químico 115.

Célula solar de plástico já compete com células de silício

Célula solar de plástico já compete com células de silício: Esse tipo de célula solar tem potencial para ser muito barato, podendo ser fabricado em larga escala, sobre substratos plásticos transparentes.

Seminário sobre tecnologias em automação será dia 17 de outubro, em Campinas (SP)

A 6ª edição da ISA Expo Campinas, evento técnico voltado à exposição de tecnologias em 
automação, instrumentação, elétrica e eletrônica, sistemas e controle de processos e 
equipamentos industriais, acontece dia 17 de outubro. O objetivo do evento é apresentar 
produtos e soluções do mercado nacional e internacional.
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.isaexpocampinas.org.br. O 
evento é destinado a profissionais que atuem na área de automação industrial, 
instrumentação, tecnologias, sistemas e controle de processos, redes e Softwares industriais, 
equipamentos e máquinas industriais.

(Agência Gestão CT&I com informações da ISA Campinas)

INPI oferece vagas para mestrado profissional em propriedade intelectual e inovação

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) inscreve, até sexta-feira (30), para o edital de seleção do mestrado em propriedade intelectual e inovação 2014. O curso é gratuito e oferece 25 vagas.
As aulas do mestrado profissional serão na cidade do Rio de Janeiro, na Academia de Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento do INPI, localizada na Rua Mayrink Veiga, nº 9/18º andar – Centro. O curso terá duração de 24 meses e as aulas serão ministradas de acordo com o calendário do curso.
(Agência Gestão CT&I com informações do INPI)

Governo libera aumento de capital para Alcântara Cyclone Space

O governo federal consentiu a ampliação em R$ 33,3 milhões do capital social da Alcântara 
Cyclone Space, binacional instituída pelo Brasil e Ucrânia para explorar comercialmente os 
serviços de lançamentos de satélites a partir de Alcântara, no Maranhão. A deliberação foi 
publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (26).
Pelo lado brasileiro, os novos recursos serão repassados via Ministério da Ciência, Tecnologia 
e Inovação. A parte ucraniana cederá o dinheiro por intermédio de transferência intergovernamen-
tal realizada pelo Governo da República da Ucrânia.
O novo montante, no entanto, só poderá ser repassado após a deliberação da assembleia-geral  
da ACS.
(Agência Gestão CT&I com informações do Consecti)

Unifei anuncia medidas de segurança após morte de universitária, em MG

Câmeras serão instaladas para monitorar caminho até o campus de Itajubá.
Moradores temem trajeto por ruas desertas e sem iluminação nos arredores.

Após a morte da universitária Déborah Oliveira há cerca de duas semanas, a Universidade Federal de Itajubá (Unifei-MG) anunciou medidas para aumentar a segurança, como a instalação de câmeras dentro e fora do campus. ..
                                                                    Contínua...

Fonte, vídeo e demais informações: 
http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2013/08/unifei-anuncia-medidas-de-seguranca-apos-morte-de-universitaria-em-mg.html

5 aplicativos que auxiliam na gramática da língua inglesa

5 aplicativos que auxiliam na gramática da língua inglesa

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Cidades do futuro: você gostaria de viver em uma cidade inteligente?

Cidades do futuro: você gostaria de viver em uma cidade inteligente?: A boa notícia é que a cidade quase caótica onde você vive poderá receber alguns iupgrades/i para se tornar mais esperta.

Q-Vidros: descoberta uma nova classe de sólidos

Q-Vidros: descoberta uma nova classe de sólidos

Skyrmions estão prestes a invadir seu computador

Skyrmions estão prestes a invadir seu computador: Poucas pesquisas têm produzido resultados tão promissores e tão rapidamente quanto aquelas que envolvem os skyrmions.

Holograma com ranhuras cria estado exótico da luz

Holograma com ranhuras cria estado exótico da luz: O componente holográfico terá aplicações em raios tratores, pinças ópticas e no armazenamento óptico de dados.

NASA detalha missão para exploração de asteroide

NASA detalha missão para exploração de asteroide: As imagens divulgadas mostram operações da tripulação em um asteroide em órbita da Lua.

Reator de fusão nuclear começará a ser montado

Reator de fusão nuclear começará a ser montado: O objetivo é recriar o processo que gera a energia do Sol, usando como combustível duas formas de hidrogênio.

Olimpíada Inovação 2013

Olimpíada Inovação 2013

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Luz faz cristais saltarem 1.000 vezes seu comprimento

Luz faz cristais saltarem 1.000 vezes seu comprimento: Os cristais saltam - e saltam muito - quando iluminados por luz de baixa intensidade.

Navegação por meio de vibrações

Navegação por meio de vibrações

Bahia promove curso sobre Estatística Aplicada à Avaliação de Agentes Químicos

A Fundacentro/Bahia oferece o curso aos profissionais e estudantes de nível técnico e superior, ligados à área de higiene ocupacional, com experiência comprovada em avaliação de agentes químicos em locais de trabalho 
Por ACS/DMS em 23/08/2013 

De 16 a 19 de setembro de 2013, a Fundacentro da Bahia realizará o curso“Estatística Aplicada à Avaliação de Agentes Químicos”.

O curso acontecerá na própria regional, situada à rua Alceu Amoroso Lima, nº 142, Av. Tancredo Neves, (em frente ao Centro Médico Iguatemi), em Salvador (BA). Nos dias 16, 17 e 18 será das 08h30 às 17h e no dia 19, das 08h30 às 12h.

O objetivo do curso é apresentar conhecimentos básicos sobre métodos estatísticos para o tratamento e interpretação de resultados de avaliação ambiental de agentes químicos, tendo como base a Instrução Normativa nº 01/95, da qual trata do Acordo sobre o Benzeno, que visa contribuir para a melhoria dos programas de monitoramento ambiental de outros agentes químicos previstos nos programas de prevenção de riscos ambientais das empresas.

Sob a coordenação da tecnologista Maria Lúcia Lino, o curso será ministrado pelo tecnologista Albertinho Barreto de Carvalho e pelo pesquisador André Maia, todos servidores da Fundacentro.

O interessado deverá preencher um dos quatro requisitos para poder participar deste curso: 1. Participação em cursos de avaliação de agentes químicos, oferecidos pela Fundacentro, sendo necessário apresentar a cópia do certificado; 2. cursos de especialização ou extensão em higiene ocupacional, apresentar a cópia de certificado de conclusão ou diploma, ou cursado o módulo de agentes químicos nos referidos cursos, deverá apresentar a declaração ou atestado da instituição promotora do curso; 3. ter certificação como higienista industrial por associações como ABHO e ACGIH/EUA e 4. ter experiência prática em avaliação de agentes químicos, mediante declaração da empresa onde trabalha ou apresentação de currículo para análise.

São 25 vagas. Com carga horária de 25 horas, serão concedidos certificados aos alunos com frequência de cem por cento às aulas. A inscrição será efetivada com a doação de dois pacotes de fraldas geriátricas, que serão repassadas para instituições filantrópicas de atenção ao idoso.

Mais informações os candidatos poderão ligar na Fundacentro/BA, telefone: (71) 3272-8850. As inscrições serão feitas através do e-mail: kylyanaqueiroz@fundacentro-ba.gov.br

Clique aqui para visualizar o folder.

Fundacentro no Paraná realiza curso sobre Segurança Química

Ação visa apresentar informações atualizadas sobre as diversas ações, convenções, legislações e programas do manuseio de produtos químicos perigosos 
Por ACS/A.R. em 19/08/2013 


A Fundacentro no estado do Paraná, com o apoio do Sindicato Nacional da Indústria do Rerrefino de Óleos Minerais (Sindirrefino), realiza, de 26 a 30 de agosto de 2013, das 9h às 17h, o “Curso de Segurança Química”.

O encontro visa apresentar informações atualizadas sobre as diversas ações, convenções, legislações e programas em andamento nos níveis nacional e internacional sobre Segurança Química.

A ação objetiva também difundir informações sobre medidas preventivas relacionadas à produção, transporte, armazenagem e manuseio de produtos químicos perigosos.

Os docentes serão os profissionais da Fundacentro CTN, Fernando Vieira Sobrinho, José Possebon e Walter dos Reis Pedreira Filho, e do Paraná, Mey Rose de Melo Pereira Rink e José Francisco Krawulski.

Também participarão como docentes, Roque Puiatti, da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/RS) e Hassan Sohn, advogado da Associação de Proteção ao Meio Ambiente de Cianorte (APROMAC).

As vagas (40) são destinadas a profissionais envolvidos direta e indiretamente com a supervisão, produção, armazenagem, transporte e manuseio de produtos químicos; gestores públicos, dirigentes sindicais e profissionais da área de segurança e saúde no trabalho.

Os interessados devem acessar a Ficha de Inscrição, e enviá-la por E-mail.

O valor da inscrição será a doação de 5 quilos de alimentos não perecíveis, a serem repassados a uma instituição beneficente.

O encontro será no auditório da Fundacentro no Paraná, à rua da Glória, n°175, Centro Cívico, Curitiba (PR). Mais informações pelo fone (41) 3313-5214 ou 3313-5218.
Acesse a programação.



Andaimes


Os andaimes são muito importante para a construção e também para a manutenção e limpeza dos edifícios. Eles são de vários tipos, mas os mais perigosos para a segurança do trabalhador são os que ficam suspensos por cabos na fachada dos prédios. Hoje em dia 
existem recursos tecnológicos que tornam os andaimes muito mais seguros. É preciso observar com rigor o que determina a lei para que não ocorram acidentes


Fonte e demais informações: http://www.youtube.com/watch?v=VBNnW0RVZUE

Chumbo

A utilização industrial do chumbo não afeta apenas os trabalhadores que manipulam o metal, mas também as populações vizinhas às fabricas que se utilizam do metal em seus processos de trabalho. Absorvido sob a forma de vapores e poeiras, bem como pela ingestão de bebidas e de alimentos contaminados, o chumbo e os seus compostos minerais podem provocar uma intoxicação conhecida por saturnismo, que causa danos ao sistema nervoso central e periférico, doenças renais e anormalidades reprodutivas.


Fonte e demais informações: http://www.youtube.com/watch?v=m7za7YvT5Pg

Trabalho-Educação-Saúde: Um Mosaico em Múltiplos Tons



Título: Trabalho-Educação-Saúde: Um Mosaico em Múltiplos Tons

Classificação: Publicação
Tipo de Publicação: Livro
Organizador: Célia Kiefer
Organizador:
Iracema Fagá
Organizador:
Maria do Rosário Sampaio
Número de Páginas:
349
Ano:
2001
Palavra Chave:
condições de trabalho, descrição de técnica, instituições educacionais 

PDF: http://www.fundacentro.gov.br/dominios/CTN/anexos/Publicacao/TRABALHO.pdf

O título está disponível também para compra:http://www.fundacentro.gov.br/sistemas/Publicacao/DetalhesPublicacao.aspx?CodPortal=133


Fonte e demais informações: 
http://www.fundacentro.gov.br/dominios/CTN/anexos/Publicacao/TRABALHO.pdf

Trabalho e Cidadania- Ensino Profissional Marítimo

Classificação: Publicação
Tipo de Publicação: Livro
Autor: Artur Carlos da Silva Moreira et al

Número de Páginas: 22
Ano: 2006
Palavra Chave: Pesca-Formação Profissional-Segurança e saúde no trabalho
Venda: Indisponível 


Realize o download: http://www.fundacentro.gov.br/dominios/CTN/anexos/Publicacao/Ensino%20Marítimo.pdf



Fonte e demais informações: http://www.fundacentro.gov.br/dominios/CTN/anexos/Publicacao/Ensino%20Mar%C3%ADtimo.pdf

Mestrado da Fundacentro promove Seminários de Pesquisa

O Programa “Trabalho, Saúde e Ambiente” de pós-graduação stricto sensu da Fundacentro, promove, de agosto a novembro de 2013, o Seminário de Pesquisa I, com o objetivo de promover um fórum de debate a todos que atuam na área de segurança e saúde do trabalhador.

Disciplina obrigatória aos alunos do Mestrado, o Seminário de Pesquisa I, acontece na instituição pela terceira vez e oferece aos alunos e demais participantes, a oportunidade de entender como as pesquisas da Fundacentro são realizadas, metodologia, parte teórica e prática, os produtos que surgem no final de uma dissertação e tese, como, por exemplo, a elaboração de cartilha, livreto, manual e outros.

O Mestrado da Fundacentro, em sua terceira turma, é formado por alunos de diversas áreas de atuação. Ao todo, no ano de 2013, serão 19 alunos compostos por médicos, bombeiro, fisioterapeuta e engenheiros, sendo que a maior parte deles atua nas 3 esferas do governo.
O Coordenador do Programa de Pós-Graduação da Fundacentro, Carlos Sérgio da Silva observa que até o ano de 2015 com as 3 turmas, a instituição terá 47 dissertações defendidas e artigos publicados. No final de agosto, ocorrerá a defesa da primeira turma.

O Seminário de Pesquisa I acontece todas as segundas-feiras, das 9h30 às 11h30, nas salas de aula 6 e 7 da Fundacentro em São Paulo. No mês de agosto, dias 19 e 26; em setembro, nos dias, 02, 09, 16, 23 e 30; em outubro, nos dias 7 e 10, e em novembro, nos dias 4 e 11. 

Acesse a programação.

Serão 150 vagas e as inscrições poderão ser feitas somente pelo site daFundacentro - eventos - calendário

O evento será transmitido via webcast. Para acessar, clique no link e entre com a senha: 121960

Alunos recebem boas vindas
No dia 12 de agosto, os alunos aprovados no Mestrado (3ª. turma), foram recebidos pela Coordenação da Pós, Diretoria Técnica e professores. Nesse dia, foi realizada dinâmica de apresentação onde cada aluno pôde expor suas expectativas, contar sobre carreira e os objetivos de cada um.

Cisco abre Centro de Inovação no Brasil, mas alta do dólar preocupa a companhia

Por Redação Olhar Digital - em 23/08/2013 às 18h00

A alta do dólar pode afetar os negócios da Cisco no Brasil no curto prazo, disse o presidente da companhia, Rodrigo Dienstmann, ao Valor Econômico, em evento de inauguração do Centro de Inovação no Rio de Janeiro. Segundo ele, a volatilidade da moeda americana pode desacelerar os investimentos em tecnologia. 

O Brasil é um mercado atraente para a Cisco, pois investe menos em tecnologia do que as economias desenvolvidas. Este quadro, na visão do executivo, revela a existência de um grande potencial para a companhia atuar. Desde o ano passado, a Cisco investiu US$ 21 milhões em dois fundos de capital de risco focados no fomento de empresas novatas no Brasil.


Agora, o Centro de Inovação irá desenvolver sistemas voltados para áreas de segurança pública, desenvolvimento urbano e indústria de óleo e gás. A tecnologia M2M, sigla para a comunicação entre máquinas via internet, também terá destaque no local, assim como a transmissão online de vídeos.


A companhia planeja atrair parcerias com incubadoras, centros de pesquisa e universidades. O centro vai gerar 50 empregos diretos e 1,5 mil indiretos.

Procuram-se engenheiros e arquitetos no Nordeste

O mercado está aquecido para engenheiros, arquitetos e gestores de projetos em obras de infraestrutura e mobilidade urbana. O tráfego de pessoas e veículos é, aliás, o principal desafio dos especialistas em trânsito e sistemas de informação

Por que um pouco de loucura pode ajudar empreendedores

Em novo livro, Daniel Isenberg, professor da Columbia Business School, explica porque ser do contra é vantajoso para quem quer empreender

Priscila Zuini


São Paulo – Inútil, impossível, estúpido. Foram essas três palavras que o professor Daniel Isenberg, da Columbia Business School, estampou na capa de seu novo livro sobreempreendedorismo. O autor quer mostrar como empreendedores de vários lugares do mundo conseguem enxergar oportunidades escondidas em coisas que a maioria das pessoas não vê utilidade.

No livro Worthless, Impossible and Stupid: How Contrarian Entrepreneurs Create and Capture Extraordinary Value, Isenberg mostra o que grandes empreendedores, fora do estereótipo do Vale do Silício, carregam em comum e porque parecer um pouco maluco ao contar uma ideia de negócios pode ser bom. Para ele, isso indica que o empresário foi além do óbvio e conseguiu enxergar uma oportunidade de negócios onde a maioria das pessoas não consegue. 
Para chegar a esta fórmula, o autor viajou por várias partes do mundo entrevistando empresários em Bangladesh, Porto Rico, Nova York, Islândia, Eslovénia, Hong Kong, Israel, China e até no Brasil. 
Em entrevista à revista Entrepreneur, Isenberg defende a vantagem de estar no contra fluxo na hora de empreender. “Para criar e capturar um valor extraordinário, você quase sempre precisa ser do contra. Você entra em um mercado quando todos estão saindo”, disse. Para o autor, este empreendedor é o que sempre surpreende as pessoas com suas ideias. 
Segundo ele, os empresários precisam ser confiantes e se acostumarem a ser vistos como fora da curva. Lidar com adversidades e resistir são também características apontadas no livro. Lançado nos Estados Unidos no mês passado, o livro ainda não tem previsão de lançamento em português. 
Worthless, Impossible and Stupid: How Contrarian Entrepreneurs Create and Capture Extraordinary Value
O livro fala sobre como estar no contra fluxo pode ser muito bom para empreendedores
Autor: Daniel Isenberg
Editora: Harvard Business Review Press

Prefeitura de Itabira promove Semana da Atividade Física



Fonte e demais informações: http://www.defatoonline.com.br/noticias/ultimas/25-08-2013/prefeitura-promove-semana-da-atividade-fisica

Minicom fará concurso para selecionar app público que virá nos smartphones desonerados

O secretário de telecomunicações, Maximiliano Martinhão, afirmou hoje que a partir de outubro deste ano vários apps desenvolvidos no Brasil já estarão presentes nos smartphones aqui fabricados, conforme vai estabelecer a portaria a ser publicada na próxima semana. A portaria vai definir os prazos para que a indústria de celular comece a incorporar os apps nacionais.

Novos apps vão ser incorporados em dezembro, até que paulatinamente sejam adotados todos os aplicativos nacionais definidos pelo MiniCom."Os fabricantes de celulares poderão embarcar os aplicativos ou lançar em destaque nas lojas virtuais", afirmou o secretário.

Segundo Martinhão, haverá duas categoria de apps: os genéricos e os de interesse público. Os gerais, em número de 50, poderão ser escolhidos pelos próprios fabricantes, e os de interesse público serão indicados pelo governo. Conforme o secretário, o Minicom deverá fazer um concurso público para escolher alguns dos apps de utilidade pública.

Os fabricantes de celular terão que instalar esses aplicativos em contrapartida à desoneração tributária implementada pelo governo há cerca de dois meses, que isentou os impostos federais PIS/Copfins (9,75%) dos aparelhos fabricados no país.

Certics
Conforme Martinhão, o ministério não irá exigir, neste primeiro momento, que os fabricantes nacionais tenham o certificado de software nacional- o Certics, recentemente criado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação. (MCTI). "Com essa política, nossa expectativa é ampliar a produção local e também o acesso à banda larga", concluiu Martinhão.


Fonte e demais informações: http://arede.inf.br/noticias/6053-minicom-fara-concurso-para-selecionar-app-publico-que-vira-nos-smartphones-desonerados

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Petrobras ultrapassa Exxon em gastos com pesquisa

A empresa investiu US$ 1,13 bilhão em pesquisa e desenvolvimento em 2012, a maior taxa entre as 17 produtoras de petróleo mais valiosas do mundo


Buenos Aires - A Petróleo Brasileiro SA está separando água de óleo ao bombear petróleo bruto do fundo do oceano, na costa brasileira. Nenhuma outra empresa fez isso antes.

O processo, que consiste em um mecanismo de separação e reinjeção nas plataformas em alto-mar, é o primeiro deste tipo a profundidades maiores que 1.000 pés e abre espaço para que as plataformas possam servir mais poços. Ele foi desenvolvido pela Petrobras e pela FMC Technologies Inc. em um centro de pesquisa e desenvolvimento que reúne 227 laboratórios em uma ilha na costa do Rio de Janeiro.
Sem o desenvolvimento de tecnologias como essa, a Petrobras terá dificuldades para explorar as maiores descobertas do mundo neste século, presas sob uma camada de sal na costa sudeste do Brasil, incluindo o campo de Libra, que deverá ir a leilão em outubro. A empresa estatal investiu US$ 1,13 bilhão, ou 0,8 por cento de suas vendas, em pesquisa e desenvolvimento no ano passado, a maior taxa entre as 17 produtoras de petróleo mais valiosas do mundo, segundo dados compilados pela Bloomberg. A Exxon Mobil Corp. gastou 0,3 por cento.
“Estamos ganhando confiança dia após dia, investindo muito e colocando nossos melhores homens aqui”, disse José Roberto Fagundes, gerente-geral da unidade, em entrevista. “Há cinco anos tivemos uma ideia. Sabíamos que era algo diferente, mas não sabíamos exatamente quão arriscado seria.”
Chave do crescimento
Os engenheiros da Petrobras analisam o trabalho em uma tela feita sob medida e em alta resolução, nesse centro que está à frente das unidades de pesquisa e desenvolvimento de pelo menos seis outras companhias petrolíferas. A Ilha do Fundão -- onde os cientistas da Petrobras trabalham, a 11 milhas da praia de Copacabana e a uma temperatura média de 24 graus -- tornou-se um dos lugares mais ricos do mundo para o estudo avançado sobre extração de petróleo.
Para a Petrobras e parceiros, como a britânica BG Group Plc e a joint venture Repsol Sinopec Brasil SA, a pesquisa sobre os campos do pré-sal no Brasil podem ser a chave para a produção no futuro. Estas empresas estão tentando acabar com o mistério de como o óleo flui para fora dessas reservas off-shore de carbonato, que variam de campo para campo e são diferentes de qualquer outra existente no mundo. A BG e a Repsol disseram que o pré-sal brasileiro é um pilar central para seu futuro.

Acompanhada
A Petrobras não está sozinha em sua unidade tecnológica no Brasil. Por lei, produtores que têm concessões nos principais campos de petróleo do país, como os do pré-sal, precisam investir 1 por cento de sua receita em tecnologia para os campos sob um regime conhecido como participação especial. Outras áreas têm participações mais baixas.
Empresas como FMC, Schlumberger Ltd, Halliburton Co. e Baker Hughes Inc., todas elas fornecedoras da Petrobras, instalaram centros regionais de pesquisa e desenvolvimento na mesma ilha e a BG está construindo seu quartel-general global de tecnologia lá. Após trabalhar com a Petrobras no sistema de injeção submarina, a FMC, com sede em Houston, desenvolveu um projeto similar com a Royal Dutch Shell Plc. no Golfo do México.
Embora a colaboração FMC-Petrobras não seja para o pré-sal, o grosso da pesquisa no Brasil está focado no pré-sal. “Devido ao tamanho do pré-sal, conseguimos convencê-los a abrir seus centros de pesquisa aqui”, disse Fagundes, da Petrobras. “Nós desenvolvemos o hardware para nossa tecnologia com nossos fornecedores. Nós compartilhamos nossas necessidades.”

‘Muito remoto’
O setor de pesquisa e desenvolvimento da produtora brasileira levou à apresentação de 175 patentes em três anos, até 31 de dezembro de 2012, disse a assessoria de imprensa da empresa por e-mail. As patentes abrangem desde sistemas de bombeamento submarinos até um processo para produção de hidrogênio a partir do etanol.
A novidade do pré-sal e as distâncias físicas envolvidas na extração do óleo são os principais desafios enfrentados pela Petrobras, de acordo com Ruaraidh Montgomery, analista sênior da empresa de pesquisas de petróleo e gás Wood Mackenzie.
“Quando eles se voltaram para águas profundas eles foram realmente uma empresa pioneira”, disse Montgomery em entrevista por telefone, de Houston. “Agora nós temos o pré-sal, um lugar muito remoto.”