Pesquisar

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Astrônomos brasileiros encontram 50 arcos gravitacionais

Astrônomos brasileiros encontram 50 arcos gravitacionais: Os arcos gravitacionais permitem mapear a distribuição total de matéria em galáxias e aglomerados

NASA testa avião supersônico invertido

NASA testa avião supersônico invertido: O novo avião-conceito supersônico mais parece um Concorde de cabeça para baixo.

Pele eletrônica inteligente tão sensível quanto pele humana

Pele eletrônica inteligente tão sensível quanto pele humana

Aplicativo é novidade em feira de tecnologia agrícola

A Agrishow, que começa nesta segunda-feira (29) em Ribeirão Preto (SP), apresenta um aplicativo que permite ao agricultor monitorar, à distância, toda a produção.

Fonte, vídeo e demais informaçõeshttp://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-brasil/t/edicoes/v/aplicativo-e-novidade-em-feira-de-tecnologia-agricola/2543498/

Tecnologia promete acabar com burocracia para liberação de cargas

Um lacre eletrônico com chip, que pode informar todo o trajeto dos contêineres, começa a ser testado esta semana. Desenvolvido por pesquisadores, pela indústria e pelo governo promete reduzir a burocracia e cortar custos.

Fonte, vídeo e demais informações: http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-brasil/t/edicoes/v/tecnologia-promete-acabar-com-burocracia-para-liberacao-de-cargas/2543490/

Engenharias ultrapassam Direito em números de inscritos e trazem ainda mais responsabilidades às instituições de ensino

Paginadanoticia.com - Engenharias ultrapassam Direito em números de inscritos e trazem ainda mais responsabilidades às instituições de ensino

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Fundacentro realiza X Semana da Pesquisa


Evento é oportunidade para sociedade conhecer trabalhos realizados pela instituição 
Por Pres em 23/04/2013 


A X Semana da Pesquisa da Fundacentro, que será realizada de 9 a 12 de setembro, tem como tema “Desafios e perspectivas da SST para o século XXI”. É o momento de mostrar para a sociedade os resultados dos trabalhos e pesquisas desenvolvidos entre 2011 e 2013 por servidores e alunos do Programa de Pós-Graduação da instituição.

A Semana surgiu a partir da necessidade de um evento em que os servidores pudessem mostrar os resultados de pesquisas realizadas em cursos de pós-graduação (mestrado e doutorado). Assim seria possível ao pesquisador expor como o processo se deu e incentivar novos estudos.

“Porém o evento cresceu e adquiriu maior relevância. Passou a ser aberto a todos os servidores, para apresentarem os resultados de seus trabalhos de forma geral. Hoje há a concepção de um congresso em que a Fundacentro apresenta para a sociedade o que produziu no período entre duas edições. É como uma prestação de contas”, explica o coordenador da Comissão Organizadora da X Semana da Pesquisa, José Damásio de Aquino.

Uma das novidades deste ano é a apresentação de trabalhos dos alunos da primeira turma do mestrado da Fundacentro.

Difusão de conhecimento

As ações e atividades realizadas nos programas e projetos da instituição, assim como em seu Programa de Pós-Graduação, geram conhecimentos que possibilitam melhorias no ambiente de trabalho. Isso mostra a importância de disponibilizar esse conhecimento ao maior número de pessoas.

Essa ação vai ao encontro da missão da Fundacentro de produzir e difundir conhecimentos em SST que contribuam para a promoção da segurança e saúde dos trabalhadores. Dessa forma, proporciona o intercâmbio técnico e cientifico entre servidores, alunos do Programa de Pós-Graduação e a sociedade.

“É uma oportunidade para todos os servidores e alunos da Fundacentro e o público em geral conhecerem as pesquisas e dialogarem”, conclui. A participação nas sessões do evento será aberta paraprofissionais, estudantes e pesquisadores que atuam na área de Segurança e Saúde no Trabalho (SST) e demais interessados.



Temperatura do centro da Terra é 1.000 graus mais quente

Temperatura do centro da Terra é 1.000 graus mais quente: Cientistas descobriram que a temperatura do centro da Terra é 1.000 graus mais quente do que os experimentos anteriores haviam determinado.

Concreto nobre é usado para fazer joias

Concreto nobre é usado para fazer joias: Assim como existem os metais nobres, agora existe também o concreto nobre.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

PR quer ser o 1º a ter blocos 100% normatizados


Sindicaf inicia campanha para que fabricantes do Estado atendam padrões de qualidade e desenvolvam estruturas técnicas e administrativas
Por: Altair Santos
Com associados em 250 dos 355 municípios do Paraná, o Sindicaf (Sindicato das Indústrias de Produtos de Artefatos de Cimento, Fibrocimentos e Ladrilhos Hidráulicos do Estado do Paraná) trabalha para que o estado seja o primeiro a ter todos os fabricantes adequados aos padrões de qualidade ditados pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). “Para isso, vamos intensificar o combate à não conformidade intencional e desenvolver estrutura técnica e administrativa que permita a produção e a comercialização de blocos de concreto e peças de concreto para pavimentação com qualidade e custos compatíveis”, explica Geraldo Francisco Pomagerski, primeiro-secretário do Sindicaf.
Sindicaf quer promover a isonomia competitiva entre os fabricantes de blocos de concreto.
A meta será atingida por etapas. Após criar a Comissão dos Fabricantes deBlocos de Concreto, o sindicato inicia a campanha em 39 municípios, abrangendo primeiramente Curitiba e região metropolitana, além de litoral, Campos Gerais e União da Vitória. “A função da comissão será fiscalizadora e educativa. Serão fornecidos para os associados cursos de mão de obra para alvenaria estrutural e para a execução de pavimentação intertravada. Ao mesmo tempo, ocorrerão fiscalizações em obra públicas e particulares para verificar a qualidade de blocos de concreto e pavimentos intertravados”, diz Francisco Pomagerski, garantindo que outras regiões do estado também passarão pelo controle de qualidade. “A intenção é atingir todos os fabricantes do setor”, completa.
Vale ressaltar que a ação do Sindicaf está adequada às práticas da Associação Brasileira de Cimento Portland, e é prioridade do sindicato fazer com que seus associados atinjam os padrões exigidos pelo Selo de Qualidade ABCP. Esta certificação é referência nacional para atestar a conformidade de produtos cimentícios adequados às normas da ABNT e validá-los no mercado. Até porque, a não conformidade – principalmente a intencional – acarreta concorrência desleal no setor da construção civil, representando crime contra o consumidor, segundo a lei 8.078 (art. 39, inciso VIII do Código de Defesa do Consumidor).
Exemplo paranaense
Entre os estados brasileiros, a indústria de artefatos de cimento do Paraná destaca-se pela alta produção de materiais adequados às normas da ABNT. O objetivo do Sindicaf é estender esse nível de qualidade a 100% dos fabricantes paranaenses. Para isso, haverá um especial empenho para atacar a não conformidade dos produtos. “É o principal pecado cometido pelos fabricantes. Há um bom número que desconhece as normas técnicas vigentes e, como não há uma fiscalização efetiva, esses equívocos persistem”, destaca o primeiro-secretário do Sindicaf, afirmando que as visitas ocorrerão em empresas de grande, médio e pequeno porte. “A ideia é também difundir conhecimento. Se um fabricante adota uma boa prática, a intenção é propagá-la para outras Companhias”, afirma.
Sindicaf anuncia que empresas que queiram ser inspecionadas voluntariamente podem ligar para o telefone (41) 3024-2405 e agendar a visita.

Entrevistado
Geraldo Francisco Pomagerski, primeiro-secretário do Sindicaf
Currículo
- Geraldo Francisco Pomagerski é graduado em direito e ocupa o cargo de primeiro-secretário da nova diretoria do Sindicaf (Sindicato das Indústrias de Produtos de Artefatos de Cimento, Fibrocimentos e Ladrilhos Hidráulicos do Estado do Paraná)
Créditos foto: Divulgação

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330

Concretagem em tempo frio

 Na região sul do Brasil, as temperaturas diminuem bastante no inverno. Por isso, exigem-se cuidados especiais na preparação do concreto
Por: Jorge Aoki, Gerente de Assessoria Técnica na Cia. de Cimento Itambé

Com a proximidade do inverno, a preparação das concretagens deve ser realizada com cuidados especiais, por causa da queda acentuada da temperatura. Isso ocorre principalmente nos estados da região sul do Brasil. A norma brasileira ABNT NBR 7212 – Execução de concreto dosado em central – Procedimento, em seu item 4.5.4, estabelece a temperatura ambiente de 5°C como mínima para se fazer o lançamento do concreto.
Nas baixas temperaturas, a água contida no concreto pode congelar, interrompendo o processo de endurecimento e provocando um aumento de volume.
Também a norma ABNT NBR 14931 – Execução de estruturas de concreto – Procedimento, determina a interrupção da concretagem quando a temperaturaambiente ficar abaixo de 0°C nas 48 horas seguintes, salvo condições especiais estabelecidas no projeto – item 9.3.2.
Nas baixas temperaturas, a água contida no concreto pode congelar, interrompendo o processo de endurecimento e provocando um aumento de volume. Desta forma, criam-se tensões internas na massa do concreto, ocasionando separação dos materiais componentes, já que a sua resistência, neste momento, ainda é insuficiente para impedir este fenômeno. Nestas condições, mesmo que a hidratação não seja interrompida, o ganho de resistência mecânica é bastante retardada e deve ser previsto nas fases posteriores à concretagem.
As normas nacionais e internacionais recomendam cuidados especiais na execução das concretagens durante o período de inverno. Entre eles:
1) Elaboração de cuidadoso plano de concretagem para rápida aplicação do concreto, tendo em vista o acesso dos equipamentos como bombas de concreto e caminhões betoneiras ou deslocamento de carrinhos e jericas.
2) Disponibilização de mão de obra extra para ajuda na aplicação e demais cuidados para agilizar o transporte doconcreto, lançamento, adensamento e cura.
3) Manutenção, na obra, de quantidade suficiente de material isolante, tais como lençóis plásticos, lonas, papel impermeável, mantas de palha, sacos de aniagem ou de papel, para cobrir o concreto e as formas, logo após a aplicação, com o objetivo de manter o próprio calor do concreto.
4) Manutenção das formas por mais tempo, uma vez que estas servem de proteção contra o frio, além do fato de que o endurecimento do concreto se faz de maneira mais lenta.
5) Manutenção de vibradores de reserva para evitar a interrupção da concretagem.
Todos estes cuidados devem ser supervisionados pelo(a) engenheiro(a) da obra, que determinará os quantitativos de tempo de desforma, material isolante, mão de obra, enfim, todo o planejamento da concretagem.

Estudante brasileiro vai viajar ao espaço

Um estudante de Brasília, que trabalha com projetos de minisatélites na UnB, participou do concurso de uma empresa aérea holandesa e conquistou uma viagem ao espaço.

Fonte, vídeo e demais informações: http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-brasil/t/edicoes/v/estudante-brasileiro-vai-viajar-ao-espaco/2536660/

Energias renováveis devem receber aportes de US$630 bi por ano entre 2012 e 2030


Estudo da Bloomberg prevê maior competitividade nos custos da tecnologia para eólica e solar e maior participação de hidreletricidade, geotérmica e biomassa
Por Maria Domingues
Um novo estudo desenvolvido pela Bloomberg New Energy Finance (BNEF), divulgado nesta semana, mostra que o investimento anual em nova capacidade de geração por meio de fontes renováveis poderá aumentar até 4,5 vezes até 2030. O cenário mais provável prevê um salto de 230%, para US$630 bilhões por ano até lá, impulsionado pela maior competitividade dos custos das tecnologias para energia eólica e solar ante a produzida a partir dos combustíveis fósseis, além do aumento da participação de fontes de energia limpa intermitentes, como hidreletricidade, geotérmica e biomassa.
O cenário considerado mais plausível prevê investimentos três vezes maiores do que aportado em novos empreendimentos de geração renovável em 2012. O número também é 35% maior do que a previsão anterior, feita pela BNEF há um ano. A nova estimativa para a capacidade nominal de energia renovável também foi elevada em 25%, para 3.500GW.
O relatório aponta que 70% da nova geração a ser adicionada entre 2012 e 2030 virá a partir de fontes renováveis, incluindo grandes hidrelétricas. Apenas 25% será produzido a partir de carvão, gás ou óleo. O restante virá por meio de energia nuclear. A perspectiva para o gás leva em conta preços estabilizados (em termos reais) em US$ 6, US$ 9 e US$ 11 por milhões de unidades térmicas britânicas (MMBtu) para Estados Unidos, Europa e Ásia, respectivamente.
Para efeito de comparação, a Agência Internacional de Energia (AIE, na sigla em português) projeta que 57% dessa nova capacidade será proveniente de fontes renováveis, também incluindo grandes projetos hidrelétricos. A Bloomberg projeta que a energia eólica e a solar abocanharão as maiores fatias dessas nova capacidade a ser instalada, com 30% e 24%, respectivamente. Em termos de energia produzida, o montante renovável aumentará de 22% em 2012 para 37% em 2030.
Nos outros dois cenários, o investimento em nova capacidade instalada renovável pode atingir 880 bilhões por ano entre 2012 e 2030, o que demandaria investimentos adicionais de US$ 2 trilhões em infraestrutura de apoio, como sistemas de transmissão de grandes distâncias, redes inteligentes e armazenamento, por exemplo. O cenário pessimista aponta para um aporte anual de US$470 milhões no mesmo período. "Nosso estudo também destaca a importância do planejamento para a integração de energias renováveis intermitentes à rede e nos mercados de energia. Isso exigirá novos investimentos significativos em infraestrutura de rede, gerenciamento de carga e tecnologias de armazenamento", destacou..



Novo processo produz hidrogênio a partir de qualquer planta

Novo processo produz hidrogênio a partir de qualquer planta: O processo usa biomassa tratada a pressão atmosférica normal e a uma temperatura de 50º C.

Novo processo produz hidrogênio a partir de qualquer planta

Novo processo produz hidrogênio a partir de qualquer planta: O processo usa biomassa tratada a pressão atmosférica normal e a uma temperatura de 50º C.

A tecnologia pode destruir a raça humana?

A tecnologia pode destruir a raça humana?

Descoberto intenso brilho infravermelho em explosão solar

Descoberto intenso brilho infravermelho em explosão solar: Um intenso clarão solar foi detectado, pela primeira vez, na faixa de frequências do infravermelho médio e distante.

Santa Maria de Itabira recebe visita do caminhão da ciência


A cidade mineira Santa Maria de Itabira (localizada a 130 km de Belo Horizonte) é o próximo  destino do caminhão da ciência da Fundação Ezequiel Dias (Funed). Entre os dias 25 e 27 de abril, o “Ciência em Movimento”, como é conhecido o projeto, vai levar cultura e conhecimento científico a população da cidade. O baú do caminhão vai carregado de novidades como a exibição de filmes educativos, novos jogos pedagógicos e oficinas.

Durante o evento, o público poderá conferir a brinquedoteca montada pela professora de física, Beatriz Alvarenga, que proporciona uma aproximação lúdica e didática com a disciplina. Natural de Santa Maria de Itabira, a professora escreveu juntamente com o professor Antônio Máximo o livro “Curso de Física”, adotado em várias escolas da América Latina para o ensino médio. Professores e alunos da Universidade Federal de Itajubá – Campus de Itabira, integrantes do Programa de Educação Tutorial (PET) – Física e Popularização da Ciência, compartilharão experiências e experimentos científicos com os participantes.

Também haverá palestras ministradas por biólogos da Funed sobre reconhecimento e manejo de animais peçonhentos como aranhas, escorpiões e serpentes. A exposição dos animais, em ambientes que retratam o habitat natural deles, promete atrair a curiosidade dos santa-marienses. Jogos que estimulam o interesse pela ciência, como o “Toque Aqui”, que permite ao público tocar em réplicas de peçonhentos, também fazem parte do evento. Já o uso racional de medicamentos e doenças sexualmente transmissíveis serão temas de jogos.

Outra novidade desta edição do “Ciência em Movimento” é a exibição de filmes educativos que vão abordar temas pertinentes ao cotidiano dos moradores de Santa Maria, como hipertensão e dengue – a cidade sofre com altos índices de infestação da doença. A estrutura para o cinema e palestra será montada no baú do caminhão.

O evento é aberto ao público e tem apoio da Fundação Francisco de Assis, da Associação de Construção de Ambiente Orgânico (Acaó) e da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico de Santa Maria de Itabira.

Endereço:

Fundação Francisco de Assis, na Av. Israel Pinheiro, 257, no Bairro Conselho, Santa Maria de Itabira. 

Horário:8:30h às 17h.

Entrada gratuita

Por Assessoria de comunicação Funed


quarta-feira, 24 de abril de 2013

Lógica difusa aumenta eficiência de processos industriais

Lógica difusa aumenta eficiência de processos industriais: São softwares de controle de sistemas para aumentar a eficiência de linhas de produção em grandes indústrias baseados na lógica difusa (ifuzzy/i).

Bits atômicos fazem ponte entre eletrônica e computação quântica

Bits atômicos fazem ponte entre eletrônica e computação quântica: E não são bits isolados, mas cadeias de bits atômicos que podem ser controlados.

Aviões começam a testar sensores de integridade sem fios

Aviões começam a testar sensores de integridade sem fios: O que era uma promessa começou a virar realidade: redes de sensores começam a monitorar a integridade estrutural de aviões.

Aprovado projeto que limita meia-entrada a 40% do total de ingressos

A proposta precisa passar pelo Senado e por sanção presidencial. Podem comprar meia-entrada estudantes, idosos, jovens carentes entre 15 e 29 anos, pessoas com deficiência e seus acompanhantes.

Fonte, vídeo e demais informações: http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-hoje/t/edicoes/v/aprovado-projeto-que-limita-meia-entrada-a-40-do-total-de-ingressos/2535269/

Professor brasileiro é recebido na Casa Branca por Obama

Alexandre Lopes foi o único estrangeiro entre os quatro finalistas do concurso que escolheu o melhor professor dos Estados Unidos. O vencedor, um professor do ensino médio do estado de Washington, recebeu o troféu das mãos do presidente.

Fonte, vídeo e demais informações: http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-nacional/t/edicoes/v/professor-brasileiro-e-recebido-na-casa-branca-por-obama/2534050/

Internacionalização de empresas


As operações de Investimento Direto Externo (IDE) têm por objetivo estimular a inserção e o fortalecimento de empresas de capital nacional no mercado internacional,  através do apoio a investimentos ou projetos a serem realizados no exterior, desde que contribuam para o desenvolvimento econômico e social do País.

Empreendimentos apoiáveis

Investimentos relacionados à construção de novas unidades, aquisição, ampliação ou modernização de unidades instaladas e participação societária, bem como necessidades de capital de giro (a serem definidas durante a análise), desde que associadas a esses investimentos.

Clientes

  • Sociedades com sede e administração no País e controle nacional, incluindo subsidiárias no exterior;
  • Sociedades estrangeiras cujo acionista com maior capital votante e que exerça influência dominante sobre as atividades nelas desempenhadas seja:
    1. pessoa jurídica controlada, direta ou indiretamente, por pessoa física ou grupo de pessoas físicas domiciliadas e residentes no País; ou
    2. pessoa jurídica controlada por ente da Administração Pública no Brasil.

Condições financeiras

O apoio da linha de financiamento Internacionalização de Empresas se baseia nas diretrizes do produto BNDES Finem, com algumas condições específicas, descritas a seguir. 

Taxa de juros

Apoio direto(operação feita diretamente com o BNDES)Custo Financeiro + Remuneração Básica do BNDES +
Taxa de Risco de Crédito
Apoio indireto(operação feita por meio de instituição financeira credenciada)Custo Financeiro + Remuneração Básica do BNDES + Taxa de Intermediação Financeira +
Remuneração da Instituição Financeira Credenciada
a) Custo Financeiro:  CESTA ou UMIPCA ou TS ou TJ3 ou TJ6.
b) Remuneração Básica do BNDES: 1,3% a.a.
c) Taxa de Risco de Crédito: até 4,18% a.a., conforme o risco de crédito do cliente.
d) Taxa de Intermediação Financeira: 0,5% a.a. somente para grandes empresas; MPMEs estão isentas da taxa. Veja a classificação de porte das empresas.
e) Remuneração da Instituição Financeira Credenciada: negociada entre a instituição financeira credenciada e o cliente. 

Participação máxima do BNDES

60% dos itens financiáveis.
Observação:
A participação máxima do BNDES poderá ser ampliada em até 20 pontos percentuais. O Custo Financeiro da parcela de crédito referente ao aumento de participação seráCESTA ou UMIPCA ou TS ou TJ3 ou TJ6.

Garantias

  • Para apoio direto: definidas na análise da operação. Veja: Garantias
  • Para apoio indireto: negociadas entre a instituição financeira credenciada e o cliente.
Saiba mais sobre as garantias das operações com recursos do BNDES.

Encaminhamento

As solicitações de apoio são encaminhadas ao BNDES pela empresa interessada ou por intermédio da instituição financeira credenciada, por meio de Consulta Prévia, preenchida segundo as orientações do roteiro de informações e enviada ao:
Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES
Área de Planejamento - AP
Departamento de Prioridades - DEPRI
Av. República do Chile, 100 - Protocolo - Térreo
20031-917 - Rio de Janeiro - RJ 

Credenciamento de Pesquisadores (Pessoa Física) - Programa Ciência Importa Fácil

O que é?
 
Um serviço de credenciamento pelo CNPq de pesquisadores de todo o país para facilitar e agilizar a importação de bens destinados às pesquisas científicas e tecnológicas por eles coordenadas.
 
Quem pode se credenciar?
 
Podem solicitar habilitação ao credenciamento todos os pesquisadores, com título de doutor ou perfil científico e/ou tecnológico equivalente, vinculados a instituições ou centros de pesquisa credenciados pelo CNPq para os efeitos da Lei nº 8.010/90.
Verifique aqui se sua instituição ou centro de pesquisa está credenciado.
A equivalência ao título de doutor envolve os seguintes aspectos do solicitante: publicação de artigos completos, livros e capítulos de livros; formação de recursos humanos (orientações de mestres e doutores); coordenação de projetos de pesquisa; produção científica, técnica e artística (patentes, softwares, produtos, processos, técnicas, prêmios, exposições, etc.).
 
Quais as vantagens?
 
O credenciamento, implementado em decorrência da alteração da Lei 8.010/90 pela Lei 10.964/2004 , e regulamentado no CNPq por intermédio da Resolução Normativa RN-09/2011 , estende para os pesquisadores, como pessoa física, os benefícios tributários e administrativos para importação de equipamentos e insumos. Até então, apenas instituições de pesquisa, sem fins lucrativos, podiam usufruir desses benefícios.
Quais os tipos de benefícios?
 
Os benefícios envolvem, dentre outros, a isenção dos impostos de importação e sobre produtos industrializados (IPI), a dispensa do exame de similaridade e o aumento para US$ 10 mil (anteriormente eram US$ 3 mil) do limite para aplicação do regime simplificado, tanto no licenciamento quanto no despacho aduaneiro para importação.
As importações acima de US$ 10 mil também estão isentas dos impostos, porém deverão ser processadas no regime normal de importação.
O CONFAZ-Conselho Nacional de Política Fazendária, por intermédio do Convênio ICMS 57, de 1º/7/05 (DOU de 5/7/05, seção 1, p. 19), autorizou a concessão de isenção do ICMS na importação de bens destinados a pesquisa científica, realizadas pelos pesquisadores credenciados e no âmbito de projeto aprovado pelo CNPq.
A exemplo do que vem ocorrendo com as entidades credenciadas (pessoa jurídica), os procedimentos para a isenção do ICMS são definidos pelas Secretarias de Fazenda de cada Estado da Federação, e o CNPq atesta tanto o credenciameto do pesquisador quanto a aprovação do projeto de pesquisa quando do deferimento do Licenciamento de Importação-LI ou do Licenciamento Simplificado de Importação-LSI (vide tópico Qual o primeiro passo para uma importação?).
 
O que posso importar?
 
A legislação ampara a importação de máquinas, equipamentos, aparelhos e instrumentos, bem como suas partes e peças de reposição, acessórios, matérias-primas e produtos intermediários necessários à execução de projetos de pesquisa científica e/ou tecnológica.
Qual o valor das cotas de importação?
 
Ao contrário do procedimento adotado para as entidades credenciadas (pessoa jurídica), e considerando aspectos operacionais, o CNPq optou por não destinar cotas individuais aos pesquisadores (pessoa física), devendo os valores de suas importações serem deduzidos diretamente da cota global anual fixada pelo Ministério da Fazenda (US$ 500 milhões/ano).
 
Como fazer o credenciamento e quais os critérios?
 
  • (*) seguir os seguintes passos: Propostas e Pedidos / Novas / Importação / Ciência Importa Fácil - Solicitação de Credenciamento
As análises dos pleitos de credenciamento submetidos via Formulário Eletrônico de Proposta são realizadas nas diretorias técnicas do CNPq, que consideram, além do projeto de pesquisa proposto, os seguintes aspectos do solicitante: vínculo institucional e regime de trabalho; titulação máxima e data da obtenção; publicação de artigos completos, livros e capítulos de livros; formação de recursos humanos (orientações de mestres e doutores); coordenação de projetos de pesquisa; produção científica, técnica e artística (patentes, softwares, produtos, processos, técnicas, prêmios, exposições, etc.).
 
Como o credenciamento é confirmado?
 
Os pleitos de credenciamento são analisados pelas diretorias técnicas do CNPq, no prazo de 10 dias após o registro do Formulário Eletrônico de Proposta. Os bolsistas do CNPq de Produtividade em Pesquisa-PQ, ou de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora-DT, estão dispensados dessa etapa, sendo credenciados tão logo o CNPq receba o Termo de Compromisso assinado.
Após recebimento pelo CNPq do Termo de Compromisso, o pesquisador receberá por via eletrônica o número de registro de credenciamento (920.xxxx/200x), com prazo de validade de 5 (cinco) anos, contado da data de publicação no Diário Oficial da União, podendo o CNPq cancelá-lo, nos casos de descumprimento da legislação em vigor por parte do pesquisador, ou por solicitação do interessado.
 
Qual o primeiro passo para uma importação?
 
Uma vez credenciado, o pesquisador deverá obter do fornecedor do produto a ser importado uma fatura proforma (proforma invoice) (**) e escolher o agente importador, que poderá ser a equipe de importação de sua instituição de vínculo, uma empresa de despacho aduaneiro ou o serviço Importa Fácil Ciência dos Correios.
O primeiro passo operacional de uma importação é o registro eletrônico do Licenciamento de Importação - LI ou Licenciamento Simplificado de Importação no SISCOMEX (Sistema Integrado de Comércio Exterior - Receita Federal), a ser feito pelo agente importador, e o número de credenciamento no CNPq deverá ser sempre indicado no campo Processo Anuente da tela Mercadoria desse licenciamento.
Ainda no Licenciamento de Importação, na tela Informações Complementares, deverão ser informados o título e a fonte de financiamento (com o número de processo no órgão de fomento) do projeto de pesquisa coordenado pelo pesquisador credenciado, no qual os produtos a serem importados deverão ser utilizados.
O CONFAZ-Conselho Nacional de Política Fazendária, por intermédio do Convênio ICMS 57, de 1º/7/05 (DOU de 5/7/05, seção 1, p. 19), autorizou a concessão de isenção do ICMS na importação de bens destinados a pesquisa científica, realizadas pelos pesquisadores credenciados e no âmbito de projeto aprovado pelo CNPq. Os procedimentos para a isenção do ICMS são definidos pelas Secretarias de Fazenda de cada Estado da Federação, e o CNPq atesta tanto o credenciameto do pesquisador quanto a aprovação do projeto de pesquisa quando do deferimento do Licenciamento de Importação-LI ou do Licenciamento Simplificado de Importação-LSI.
 
Como é feita a análise do licenciamento de importação?
 
O Licenciamento de Importação é analisado no CNPq, em procedimento denominado anuência, e, dependendo da natureza do produto (fármacos, seres vivos, radioativos, explosivos, entorpecentes, etc.), por outros órgãos de fiscalização (ANVISAVIGIAGRO,CNEN, Exército Brasileiro, Polícia Federal, etc.), denominados anuentes.
 
Depois de deferido o licenciamento, o que fazer?
 
Uma vez deferido o Licenciamento de Importação, o agente importador informará ao pesquisador para providenciar o pagamento e autorizar a remessa (embarque) dos produtos. Quando da chegada da mercadoria no País, o agente importador providenciará a liberação alfandegária (desembaraço aduaneiro) junto à Receita Federal.
 
Importa Fácil Ciência
 
A seu critério, o pesquisador poderá utilizar o serviço Importa Fácil Ciência, que os Correios estão disponibilizando para remessas via postal, abrangendo todas as etapas do processo de importação. As informações poderão ser obtidas no sitewww.correios.com.br.
O serviço Importa Fácil Ciência dos Correios é destinado especificamente aos pesquisadores e entidades de C&T credenciados, opera a partir da cidade de São Paulo/SP, e os contatos são: http://www.correios.com.br/servicos/falecomoscorreios, fones (11) 2112-7284/7285/7232.
 
Consulta
 
Os pesquisadores credenciados poderão acompanhar o extrato do seu registro de credenciamento, em:  http://plsql1.cnpq.br/siaceanuentepls/SC_ConsultaPesq
 
Contato
 
Para esclarecer suas dúvidas, a comunidade científica conta com o Fale Conosco .
Nele, você seleciona a opção "Credenciamento de pesquisadores - Ciência Importa Fácil", dentre as opções do assunto Importação, escreve uma mensagem, informa seu nome, CPF, endereço eletrônico e logo terá uma resposta.

Fonte e demais informações: http://memoria.cnpq.br/programas/importa/credencia_pf.htm

Passaporte IBM



Pretendendo embarcar rumo a seus objetivos? Então carimbe já seu Passaporte IBM. O visto para a sua vida profissional. A meta principal deste programa de estágios, é auxiliar na formação de profissionais altamente qualificados, que possam aplicar no dia a dia o conhecimento acadêmico, uma experiência imprescindível para a maturidade profissional.

O Know How de uma líder de mercado como a IBM, irá fazer a grande diferença em sua formação. Pois estagiar em uma empresa líder em tecnologia e inovação, irá carimbar definitivamente seu visto de entrada para sua vida profissional.

O Passaporte IBM tem como objetivo estimular o desenvolvimento profissional dos estudantes através de experiências práticas do dia-a-dia dos negócios, para que eles adquiram novos conhecimentos e se tornem profissionais qualificados e diferenciados. Além disso, busca estagiários com maior potencial de desenvolvimento e crescimento, sempre com o objetivo de atraí-los para futuras posições na empresa.

A IBM recruta seus candidatos diretamente através de seu site. Não se utiliza de Agências de Emprego e/ou Consultorias que cobram para encaminhar o currículo dos candidatos. 

Fonte e demais informações: 
http://www.ibm.com/br/estagio/

terça-feira, 23 de abril de 2013

Sala de Emprego mostra as dez áreas com escassez de profissionais

Os técnicos estão em primeiro lugar na lista, seguidos de trabalhadores de ofício manual e engenheiros. A maioria desses trabalhadores está dentro de indústrias e fábricas.

Fonte, vídeo,  e demais informações: http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-hoje/t/edicoes/v/sala-de-emprego-mostra-as-dez-areas-com-escassez-de-profissionais/2530901/

Sobram vagas de emprego no setor de tecnologia

Com a expansão contínua do setor, faltam profissionais qualificados para atender a demanda de vagas. Para suprir a necessidade de mão-de-obra, as empresas estão buscando trabalhadores em outros países.

Fonte, vídeo, e demais informações: http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-brasil/t/edicoes/v/sobram-vagas-de-emprego-no-setor-de-tecnologia/2532220/

Os profissionais mais procurados em 30 países


SÃO PAULO - Se você é formado em Enfermagem, Engenharia mecânica, Engenharia Elétrica ou em Medicina, você é um dos profissionais mais procurados do mundo, de acordo com uma pesquisa da BBC. Esses profissionais estão no topo dos 20 que mais faltam em 30 países. 
Além da demanda por profissionais da saúde e engenharia, há países que têm uma carência de chefs, como a Bélgica, e de radiógrafos, como a Inglaterra. Já no Brasil, faltam engenheiros de diversas áreas, desenvolvedores e programadores de TI (Tecnologia da Informação).
Procura-se Veja abaixo os profissionais qualificados mais procurados em 30 países:
Profissionais Países
*BBC
Enfermeiros
Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Alemanha, China, Hungria, Índia, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, Cingapura, Eslováquia, Eslovênia, Suécia, Suíça, Inglaterra, Estados Unidos
Engenheiros mecânicos
Austrália, Áustria, Brasil, Dinamarca, França, Alemanha, China, Hungria, Índia, Nova Zelândia, Noruega, Cingapura, Eslovênia, África do Sul, Espanha, Suécia, Suíça e Inglaterra. 
Médicos
Austrália, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Alemanha, China, Hungria, Índia, Irlanda, , Nova Zelândia, Noruega, Portugal, Cingapura, Eslováquia, Eslovênia, Suécia, Suíça e Inglaterra.
Profissionais de engenharia elétrica
Austrália, Áustria, Brasil, Dinamarca, Alemanha, Hungria, Índia, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, Polônia, Cingapura, Eslováquia, Eslovênia, África do Sul, Suécia, Suíça e Inglaterra.
Desenvolvedores e programadores de TI
Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, República Tcheca, Dinamarca, Alemanha, Irlanda, Luxemburgo, Nova Zelândia, Noruega, Polônia, Rússia, Cingapura, Eslováquia, Eslovênia, Suécia e Inglaterra.
Engenheiros e analistas de TI
Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, República Tcheca, Dinamarca, França, Alemanha, Irlanda, Luxemburgo, Nova Zelândia, Noruega, Portugal, Rússia, Cingapura, Eslováquia, Suécia e Inglaterra.
Profissionais de engenharia civil
Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, República Tcheca, Dinamarca, Alemanha, China, Índia, Nova Zelândia, Noruega, Cingapura, Eslováquia, África do Sul, Suécia, Suíça e Inglaterra.
Profissionais de redes e base de dados (TI)
Áustria, Bélgica, Brasil, China, Irlanda, Luxemburgo, Nova Zelândia, Noruega, Polônia, Rússia, Cingapura, Eslováquia e África do Sul. 
Contadores
Austrália, Dinamarca, Finlândia, França, Grécia, China, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, Cingapura e Suécia.
Dentistas
Austrália, Canadá, Dinamarca, Finlândia,  Índia, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, Cingapura e Suécia.
Farmacêuticos
Austrália, Canadá, Finlândia, Índia, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, Cingapura, Rússia, Eslovênia e Suécia.
Engenheiros industriais e de produção
Austrália, Bélgica, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, Cingapura, África do Sul, Espanha e Inglaterra.
Engenheiros eletrônicos
Austrália, Brasil, França, Nova Zelândia, Noruega, África do Sul, Suécia e Suíça. 
Engenheiros químicos
Austrália, Hungria, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, Cingapura, África do Sul e Inglaterra.
Engenheiros de minas e petróleo
Austrália, Brasil, Nova Zelândia, Noruega, Cingapura, África do Sul e Inglaterra.
Fisioterapeutas
Austrália, Bélgica, Canadá, Finlândia, Nova Zelândia, Cingapura e Estados Unidos.
Psicólogos
Austrália, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Nova Zelândia, Noruega e Suécia.
Radiógrafos
Austrália, Finlândia, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, Cingapura e Inglaterra.
Audiólogos e Terapeutas da fala
Austrália, Finlândia, Irlanda, Nova Zelândia e Cingapura.
Chefs
Bélgica, Canadá, Nova Zelândia, Noruega e Inglaterra.