Pesquisar

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Técnicos e Engenheiros de Segurança do Trabalho contribuem para melhores condições de trabalho

Curso de técnico e engenheiro de segurança oferecido pela Fundacentro, no período de 1978 a 1986, formou 100 mil profissionais

Por ACS/D.M.S em 27/11/2013
Foto: Arquivo do Grupo de Resgate Histórico da Fundacentro.
Em comemoração ao Dia dos Técnicos e Engenheiros do Trabalho, a Fundacentro parabeniza todos os profissionais que realizam e desenvolvem ações fundamentais de prevenção de acidentes, promovendo a segurança e garantindo a saúde dos trabalhadores.
A instituição, desde a década de 60, desempenha um papel importante na realização de estudos, pesquisas e fomentação do conhecimento ligado à segurança e saúde no trabalho (SST). Uma das ações fundamentais foi a realização de cursos, dentre eles, o curso de técnico e engenheiro de segurança do trabalho.
Esse curso foi realizado no período de 1973 a 1986, no qual a Fundacentro formou aproximadamente 100 mil profissionais técnicos e engenheiros de segurança. Os cursos para esses profissionais eram realizados diretamente pela instituição ou em convênio com outras Instituições de Ensino no Brasil, tais como: Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidades Federais, Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), Faculdade de Engenharia Industrial (FEI), Universidade Gama Filho, Santa Casa, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Saúde Pública da USP entre outras. Após 1986, as coordenações desses cursos foram passadas para o Ministério da Educação (MEC).
A coordenadora da Coordenação de Educação da Fundacentro, Sônia Maria José Bombardi, informou que em função daPortaria nº 3.214, de 08/06/78, foram criadas as profissões voltadas à área de Segurança e Saúde Trabalho e sendo a Fundacentro a única Instituição, vinculada ao Governo Federal, voltada à área de SST, iniciou-se a realização dos cursos de Engenharia de Segurança do Trabalho, Médicos do Trabalho, Enfermeiros do Trabalho, Auxiliares de Enfermagem do Trabalho e cursos de Supervisor de Segurança do Trabalho, atualmente Técnico de Segurança do Trabalho.
“A Fundacentro, por meio da Coordenação de Educação, em conjunto com os técnicos da instituição, contribuiu de forma decisiva para a formação de massa crítica de profissionais da área de Segurança e Saúde no Trabalho, tendo sido a pioneira nesse campo. O que possibilitou o desenvolvimento e produção de conhecimento técnico nessa área na América Latina”, salientou Sônia.
A Fundacentro produz e fomenta conhecimento sobre segurança e saúde no trabalho e meio ambiente, com isso, realiza cerca de 160 cursos na área de segurança e saúde no trabalho, em vários estados brasileiros, capacitando profissionais da área de SST, de órgãos públicos, empresas e sindicatos. Além de cursos, promove eventos relacionados ao tema.
Em 1985, por meio da Lei nº 7.410, de 27 de novembro, as profissões de Técnico de Segurança do Trabalho e de Engenheiro de Segurança do Trabalho foram regularizadas. Esses profissionais exerciam as suas atividades mesmo antes da lei ser publicada. Para exercer a função de Engenheiro de Segurança do trabalho, é necessário cursar a graduação em engenharia e depois se especializar com uma pós-graduação em segurança do trabalho. O técnico de segurança deve possuir o ensino médio e curso de especialização na área.
As atividades e processos que envolvem a saúde e segurança do trabalhador, assim como, as funções do técnico e do engenheiro de segurança do trabalho, estão registrados nas normas regulamentadoras.
De acordo com a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), o técnico de segurança do trabalho elabora e participa na implementação política de saúde e segurança no trabalho. Identificando possíveis acidentes e doenças no ambiente de trabalho e desenvolvem ações educativas que assegurem a vida do trabalhador. O engenheiro de segurança supervisiona e orienta tecnicamente o serviço em diversos segmentos, prevenindo contra qualquer acidente que possa ocorrer no ambiente de trabalho. Também é responsável pela implementação de sistemas de gestão, planejando empreendimentos e atividades produtivas – coordenando equipes, treinamentos e atividades de trabalho.