Pesquisar

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Minas Gerais abre inscrições para a Feira do Empreendedor

Belo Horizonte - Estão abertas as inscrições para a oitava edição da Feira do Empreendedor 2012. Promovido pelo Sebrae em Minas Gerais, o evento terá mais de 420 atividades direcionadas a quem busca novas oportunidades de empreender e quer abrir ou melhorar a gestão dos negócios. A feira será realizada de 20 a 24 de março, no Minascentro, na capital mineira.

Com o tema Todas as Oportunidades de Crescimento em um só Lugar, a feira terá palestras com Paulo Barros, carnavalesco da escola Unidos da Tijuca, vencedora do Carvanal 2012 do Rio de Janeiro; Paulo Borges, idealizador do São Paulo Fashion Week; o economista Eduardo Gianetti e o escritor Rubem Alves.

O evento terá uma área de exposição com 100 estandes de oportunidades de negócios, maquinários e equipamentos. A programação inclui jogos empresariais, orientação para formalização, acesso ao crédito, oficinas de artesanato com material reciclado e de empreendedorismo digital, consultoria em gestão, Clínicas Tecnológicas, entre outras atividades.

Também serão promovidos seminários sobre comércio varejista, franquia, acesso a mercados, sustentabilidade, mulher empreendedora, embalagens, diferencial competitivo, moda e empreendedorismo digital. O visitante poderá ainda conhecer a Mostra Negócio Cor que, neste ano, terá nove ambientes com ideias de negócio para a Copa de 2014, decorados por profissionais da área de design.

Nos dias 21 e 22 de março será realizada a Rodada de Negócios. O encontro cria oportunidades para que fornecedores mineiros negociem produtos e serviços com grandes empresas compradoras nacionais - entre elas Cemig, Copasa, Itambé, V&M Mineração, Hospital Felício Rocho e Total Linhas Aéreas.

A edição 2012 da Feira do Empreendedor deve reunir cerca de 20 mil visitantes durante cinco dias. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site http://www.sebraemg.com.br/ .

Serviço:

Feira do Empreendedor 2012

De 20 a 24 de março – de terça a sexta-feira, das 10h às 22h, e no sábado, das 10h às 18h

Minascentro - Avenida Augusto de Lima, 785

Entrada gratuita


Sebrae em Minas Gerais: (31) 3379-9275/9726

www.mg.agenciasebrae.com.br

Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800

Assesoria de Imprensa do Sebrae

(31) 3379-9275/ 9276

Criação do pedágio urbano é incentivado

Para especialista, medida é a única forma de resolver problema crônico de trânsito nas grandes cidades Fernando Granato
 
Desde o começo do ano, as grandes cidades brasileiras estão autorizadas, por uma lei federal, a cobrar pedágio urbano como forma de “desestimular o uso de determinados modos e serviços de mobilidade”, ou seja, para retirar carros das ruas, diminuir o trânsito e estimular o uso de transporte coletivo.

Segundo a Lei de Mobilidade Urbana, sancionada pela presidente Dilma Roussef, a receita gerada pelo pedágio ou outra forma de tributação deve ser destinada ao transporte coletivo, como a concessão de subsídio público à tarifa.

A medida vem de encontro com o que alguns especialistas apontam como a solução para o problema do trânsito na cidade. De acordo com Flamínio Fichmann, arquiteto e urbanista e consultor de engenharia de tráfego, o problema crônico no trânsito de São Paulo só vai se ampliar com o tempo se medidas radicais como o pedágio urbano forem adotadas.

O consultor argumenta que as facilidades para compra de veículos novos e o crescimento da cidade estão tornando o problema do trânsito cada vez mais crônico. “Apesar das ofertas de transporte público e das iniciativas isoladas para melhorar o trânsito, qualquer investimento feito nessa área tem abrangência finita”, afirmou Fichmann. “A  solução é a cobrança pelo uso das vias públicas mais procuradas”.

O consultor disse que existe tecnologia suficiente para se fazer essa cobrança sem maiores transtornos, que o sistema poderia ser implantado rapidamente, em três ou quatro meses, e que haveria uma substituição tributária para equacionar o sistema, na qual o município, que vai gerar receita,  abriria mão da sua parcela do IPVA.

Fonte e demais informações:  http://www.diariosp.com.br/noticia/detalhe/13915/Criacao+do+pedagio+urbano+e+incentivado+

Oportunidade de Capacitação Gratuita na Área de Tecnologia da Informação

Oportunidade de Capacitação Gratuita na Área de Tecnologia da Informação


A PUC Minas e o Centro de Inovação Microsoft, oferecem a partir de Março o Programa Students to Business (S2B), voltado para estudantes do ensino médio, superior e pós-graduação.

O Programa tem por objetivo aproximar estudantes de oportunidades de trabalho nas carreiras de Tecnologia da Informação, oferecendo capacitação nas áreas Desenvolvimento WEB/ASP.NET, Windows Form, Infraestrutura ou Sharepoint.

Para participar, os interessados devem se inscrever pelo site: http://www.programas2b.com.br/ até o dia 13 de março!

Não fique de fora, inscreva-se já!

Atenciosamente,

PUC Minas São Gabriel

Tel.: (31) 3439-5217

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Estrada magnética fornece energia para carros elétricos

Estrada magnética fornece energia para carros elétricos: Já pensou em rodar com um carro elétrico sem nenhuma preocupação com recarregar as baterias?

Governo quer implantar internet 0800

Governo quer implantar internet 0800: O objetivo é ampliar acesso da população a serviços como governo eletrônico, atendimento ao consumidor e operações bancárias online.

CNPq dará bolsas para graduação de engenharia

CNPq dará bolsas para graduação de engenharia: As bolsas serão destinadas a estudantes de graduação de engenharia, alunos do ensino médio (iniciação científica júnior) e professores orientadores.

Unicamp começará a usar iclickers/i em sala de aula

Unicamp começará a usar iclickers/i em sala de aula: Os Sistemas Pessoais de Resposta são pequenos aparelhos portáteis que permitem que os alunos respondam rapidamente a questões propostas pelo professor.

Baterias líquidas chegam a meio caminho da energia limpa

Baterias líquidas chegam a meio caminho da energia limpa: Os ganhos não são pequenos: a densidade de energia da bateria foi multiplicada por três, o que reduziu drasticamente seu tamanho.

Filtros multicores criam arco-íris de pixels

Filtros multicores criam arco-íris de pixels: Os filtros multicores podem mudar a tecnologia utilizada hoje em uma grande variedade de aplicações, das TVs e monitores até o imageamento médico.

Estudo brasileiro sobre Amazônia atrai atenção internacional

Estudo brasileiro sobre Amazônia atrai atenção internacional: Chamou a atenção dos editores da revista a capacidade do projeto em agregar, por 20 anos, cientistas de diferentes setores e nacionalidades, em torno de objetivo tão complexo.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Roteador de baixo custo produzido em Pernambuco quer popularizar internet

POSTADO POR Paulo Floro , ÀS 18:08 EM 12/02/2012

CESAR e Elcoma desenvolvem o produto usando tecnologia mesh (Ilustração: Keziah Costa/NE10

Democratizar o acesso à internet é uma das principais preocupações dos governos e empresas atualmente. Com financiamento da Finep, Elcoma e CESAR firmaram parceria para construção do Projeto Vagalume que prevê aceso à internet banda larga sem fio através da tecnologia mesh (malha), para um quantidade bem maior de pessoas.

As duas empresas pernambucanas estão desenvolvendo esse roteador wi-fi mesh de baixo custo, alinhado com o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), que foi lançado em maio do ano passado. A proposta é popularizar o acesso à internet rápida no País. Diversas operadoras de telecomunicações já iniciaram planos voltados para esse programa.

Na rede wi-fi mesh cada ponto age tanto como acesso, no qual dispositivos podem se conectar, quanto como propagador do próprio sinal wi-fi para outros pontos. É uma opção com menos investimento em infraestrutura, mas com uma possibilidade de rede mais ampla. Isso vai fazer com que prefeituras de municípios pequenos possam adquirir a tecnologia e popularizar o acesso à rede aos seus moradores.

?Os produtos e serviços deste projeto permitirão a inclusão digital uma vez que serão disponibilizados de maneira uniforme entre as classes sociais nas mais diversas áreas urbanas e rurais do País?, disse o presidente da Elcoma Júlio Gil Freire, por email. As possibilidades deste produto são muitas, sobretudo em Pernambuco onde a distribuição de sinais de acesso rápido ainda é bem irregular.

Fonte e demais informações: http://blogs.ne10.uol.com.br/mundobit/2012/02/12/roteador-de-baixo-custo-produzido-em-pernambuco-quer-popularizar-internet/

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Curitiba recebe evento sobre smart grid

Marcado para 15 de fevereiro, encontro promete apresentar os avanços da tecnologia e os desafios da implantação no Brasil

O Comitê Técnico Científico do Lactec promove no próximo dia 15 de fevereiro o Smart Grid 2012. O evento, que será realizado em Curitiba, no Paraná, promete apresentar os avanços tecnológicos e os desafios que ainda devem ser superados para a implantação das chamadas redes inteligentes no Brasil.

Em pauta estarão os projetos em desenvolvimento na Europa; as perspectivas para regulação da tecnologia; e a experiência da Copel na automação de redes de distribuição de média tensão, entre outros temas.
 
A tecnologia smart grid atrai a atenção da comunidade técnico-científica por representar um desafio e um avanço importante na distribuição de energia elétrica em todo o mundo. No Brasil, as concessionárias do setor têm concentrado esforços em pesquisas e projetos-piloto na área. A tecnologia prioriza, entre outras coisas, a redução do consumo de energia elétrica, o que beneficiará diretamente os consumidores.

Interessados em participar devem fazer inscrição até 9 de fevereiro. A taxa é de R$350. Outras informações pelo e-mail smartgrid@lactec.org.br ou pelo telefone (41) 3361-6156. Confira a integra da programação clicando aqui.

Serviço

Smart Gride 2012

Quando: 15 de fevereiro

Onde: Cietep - Federação das Indústrias do Estado do Paraná

Informações: (41) 3361-6156


Fonte e demais informações: http://www.jornaldaenergia.com.br/ler_noticia.php?id_noticia=8941&id_tipo=2&id_secao=2&id_pai=0

Espuma permanente dura até você decidir que ela deve sumir

Espuma permanente dura até você decidir que ela deve sumir

Se um sabão magnético não é suficiente, que tal um sabão cuja espuma pode durar meses, podendo ser "desligada" quando não for mais necessária?
Este é o resultado do trabalho de uma equipe de cientistas franceses, que já está chamando a atenção dos fabricantes de cosméticos e detergentes, mas poderá ter muitos outros usos industriais...

Helicópteros ganham aerodinâmica inspirada em baleias

Helicópteros ganham aerodinâmica inspirada em baleias: Os fluxos na água são fenômenos similares aos fluxos no ar - os cientistas só tiveram que adaptar as saliências encontradas nas barbatanas das baleias.

CONGRESSO BRASILEIRO DE CERÂMICA 2012

A ABC (Associação Brasileira de Cerâmica) realiza de 3 a 6 de junho, o 56º Congresso Brasileiro de Cerâmico, no Centro de Eventos da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), em Curitiba (PR).

O 1° Congresso Latino Americano de Cerâmica e o IX Brazilian Symposium on Glass and Related Materials acontecem simultaneamente. Este último focará aspectos fundamentais e na aplicação envolvendo vidros, vidrocerâmicas, fibras ópticas e materiais e métodos relacionados.

Também haverá apresentações e premiação de trabalhos técnico-científicos. No site http://www.metallum.com.br/56cbc , há um formulário a ser preenchido pelos interessados em expor seus trabalhos.

Outras informações

(11) 3731-8549 / 3735-3772

E-mail: cbc@metallum.com.br

1 de fevereiro de 2012

Fonte e demais informações: http://www.inthemine.com.br/mineblog/?p=801

Brasil estuda redes inteligentes para diminuir desperdício de energia elétrica | Jornal Correio do Brasil

Brasil estuda redes inteligentes para diminuir desperdício de energia elétrica Jornal Correio do Brasil

Quinze de cada 100 quilowatts de energia elétrica produzida no Brasil se perdem entre a geração e o consumo. De acordo com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), ligado ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), a proporção é mais do que o dobro da registrada em outros países (até 7%) e acima da oferta interna de energia com base em carvão, gás, petróleo e energia nuclear (que somam 14,4%, segundo o Balanço Energético Nacional)...

FINEP abre inscrições para o 12º Seed Forum

A partir desta terça, 31 de janeiro, estão abertas as inscrições para o 12º Seed Forum FINEP, que será realizado no dia 17 de maio, em Porto Alegre (RS). O Seed Forum é um programa de capacitação empresarial consolidado em eventos nos quais os participantes têm a oportunidade de se apresentar para potenciais investidores, como fundos de investimentos e investidores anjos.

Para participar, é necessário que a empresa esteja em estágio pré-operacional ou operacional, com faturamento de até R$ 16 milhões/ano, tenha a inovação como elemento de diferenciação em seu mercado e sede no estado do Rio Grande do Sul. As inscrições vão até 14 de março. A empresa que desejar participar deve enviar à FINEP um sumário executivo de uma página, em formato PDF, para o e-mail forum@finep.gov.br, seguindo o modelo apresentado neste link.

Os selecionados passam por um processo de capacitação com a equipe da Área de Investimentos da FINEP, no qual serão orientados nos aspectos estratégicos de seu negócio.

O evento é organizado pela FINEP – Agência Brasileira da Inovação - no âmbito do INOVAR e realizado em parceria com a PUC-RS, UFRGS/CEI, FIERGS/IEL, SEBRAE-RS, REGINP, CRP Companhia de Participações e Anjos do Brasil-Núcleo RS, com o apoio do BID/FUMIN.

Nestes cinco anos de Seed Foruns, a FINEP capacitou 130 empresas, dentre as quais 18% foram investidas por anjos, investidores corporativos e fundos de capital semente. Veja aqui depoimentos em vídeo dos participantes último Seed Forum FINEP.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Veículo voador é impresso para observar eventos catastróficos

Veículo voador é impresso para observar eventos catastróficos: Monitorar um vulcão que entra em erupção ou uma nuvem tóxica que emerge de uma usina nuclear acidentada exige equipamentos que possam ser fabricados rapidamente.

Energia das ondas vira eletricidade em terra



Eletricidade ecológica

A empresa emergente Ecotricity, do Reino Unido, divulgou o projeto de um novo mecanismo para gerar eletricidade a partir das ondas do mar.

O Searaser foi projetado para minimizar a variação na produção de energia, algo típico das fontes renováveis, e o custo na fabricação do gerador.

"Ele tem um projeto simples e nós acreditamos que ele irá produzir eletricidade mais barata do que qualquer outra tecnologia alimentada pelas ondas, ou mesmo mais barata do que qualquer outra energia renovável," prevê Alvin Smith, idealizador do aparelho.

Como a água salgada é altamente corrosiva, fabricar geradores elétricos para funcionar submersos no mar sai muito caro.

Além disso, água e eletricidade não se dão bem, o que exige um aparato de isolamento que encarece a estrutura e a operação.

Ao projetar um equipamento de pequeno porte, para ser instalado próximo à costa, em águas rasas, os projetistas esperam reduzir custos de material e de manutenção.

Além disso, o Searaser não gera eletricidade na água.

Ele simplesmente usa o movimento das ondas para bombear água do mar para uma turbina em terra.

Este conceito já havia sido explorado pela chamada hidroelétrica marinha, mas o projeto do Searaser é mais simples e voltado para instalações menores.

Energia das ondas do mar

O principal elemento do gerador é um pistão, colocado entre duas boias. Uma delas flutua ao sabor das ondas, enquanto a outra fica ancorada no fundo do oceano.

Conforme as ondas passam, as boias movem-se para cima e para baixo, movimentando o pistão, que envia água sob pressão para uma instalação em terra.

Na usina, o fluxo de água movimenta uma turbina, responsável pela geração da eletricidade.

O primeiro protótipo, que deverá entrar em testes em 2014, terá 1 metro de diâmetro e 12 metros de altura.

O principal limitador da tecnologia é que ela é adequada apenas para locais rasos, próximos à costa, o que a coloca em competição com áreas de lazer e pesca e sujeita a entraves de natureza ambiental.

Energia das ondas: veja os projetos em implantação

Fonte e demais informações: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=energia-ondas-mar&id=010115120201

Campus Party 2012 incorpora empreendedorismo à inovação

SÃO PAULO - A Campus Party, evento que se define como "o maior acontecimento de inovação, ciência, entretenimento e cultura digital do Mundo", quer somar este ano, na edição que será realizada em São Paulo de 6 a 12 de fevereiro próximos, a inovação dos seus participantes, suas ideias criativas, com as possibilidades de empreendedorismo, na iniciativa privada, em governos ou centros de pesquisa. De acordo com Mário Teza, diretor da Campus Party, o evento quer incentivar os jovens talentos oferecendo, por meio do Sebrae, a oportunidade de se prepararem para o mercado, oferecendo orientação especializada para, por exemplo, a abertura de uma empresa.

- Isso já vinha acontecendo na Campus mas era só mais um dos aspectos da Campus. Agora nós trouxemos isso para ser o palco central. Então, além de ter os pioneiros da internet, que a cada ano nós trazemos, a novidade, que são os que estão trabalhando na fronteira das novidades da internet, é esse lado de juntar ideias, investidores, quem tem necessidade de uma solução para um problema. Esse é o grande lance. Isso vai acontecer em todas as áreas - garantiu Teza nesta terça-feira, em entrevista coletiva para o lançamento do evento.

Teza garantiu também que problemas ocorridos no evento no ano passado, como apagões, falta de energia e alagamentos, não serão repetidos este ano. Segundo ele, com a experiência de 2011 a infra-estrutura foi aumentada, com a instalação já concluída de geradores de energia, e a mudança de local, este ano para o Centro de Eventos do Anhembi, em São Paulo, que afasta a possibilidade de alagamentos.

A quinta edição do Campus Party, que começa na segunda-feira da próxima semana, terá a participação, segundo os organizadores, de 7 mil "campuseiros" inscritos, 5 mil acampados e 200 mil visitantes na área de exposição. As atividades nos sete dias terão 500 horas de conteúdo, divididas em quatro zonas de conhecimento: ciência, cultura digital, inovação e entretenimento digital. Haverá ainda "ações especiais" no Campus Fórum, Campus Empreendedorismo, Campus Verde e Inclusão Digital.


Inovação Contínua: o segredo está nas pessoas

Coloque um número de pessoas competentes, de culturas diferentes, com conhecimentos complementares, para trabalhar no mesmo projeto. Incentive criatividade e experimentação. Invista em novas tecnologias e em melhorias de processos e produtos existentes; compartilhe os propósitos e a visão da empresa. Dê recursos e autonomia. Veja nascer projetos de sucesso. E repita tudo de novo, continuamente, gerando um círculo virtuoso. Está criada a receita para o estímulo à inovação contínua em sua companhia, que vai permitir com que ela esteja sempre à frente, e que seja ágil para acompanhar as mudanças do mercado.
  
Muitas empresas lidam com inovação como uma área de P&D isolada. Mas classifico isso como uma espécie de miopia empresarial. A inovação é muito mais do que isso e vai além do desenvolvimento de produtos. O mercado demonstra que a busca de inovação por parte das corporações tem sido uma constante e que o ambiente interno da empresa inovadora é o responsável por motivar o espírito empreendedor e inovador das pessoas. Mas, afinal, que ambiente é esse? Como se cria? Mesmo as empresas mais conservadoras podem mudar sua cultura e trabalhar para estimular a cultura de inovação?
  
Em primeiro lugar, há que se ressaltar que as pessoas são o “fermento para essa receita” dar certo. São elas que constituem as fontes de novas ideias e, unidas, vão gerar o que chamo de “Times de Alta Performance”.
  
Se o ambiente de negócios está mudando, também precisamos transformar, radicalmente, o ambiente corporativo. Especialmente quando se fala da indústria de outsourcing, é preciso deixar de lado o conceito de fábrica de software, onde a produção acontece como numa linha de montagem. Nada mais ilusório e caro! Não só o design de software, mas a TI como um todo, é uma atividade baseada na qualidade da interação humana, na capacidade das pessoas de entender problemas de negócio e resolvê-los de forma inédita, criativa e colaborativa, por meio das tecnologias disponíveis.
  
No livro “A Bíblia da Inovação” (Fernando Trías de Bes e Philip Kotler – Ed. Lua de Papel, 2011), os autores apresentam uma lista de funções básicas que revelam as melhores práticas de inovação, que denominam “Modelo A-F”. A proposta, segundo eles, é que se uma empresa quiser inovar, deverá definir essas funções e atribuí-las a indivíduos específicos (note que, de novo, as pessoas são o elo fundamental). E, então, tendo estabelecido os objetivos, recursos e prazos finais, deixá-los interagir livremente para criar os próprios processos. Vou, aqui, rapidamente listar que “personagens” imprescindíveis são esses elencados no livro:
 
 (A) Ativadores: pessoas responsáveis por iniciar o processo de inovação, sem se preocupar com estágios ou fases; 
 
(B) Buscadores: são os especialistas em busca de informações. Não têm a missão de produzir nada novo, mas de fornecer informações para o grupo;
  
(C) Criadores: responsáveis por produzir ideias para o restante do grupo (conceber novos conceitos e possibilidades, e procurar novas soluções em qualquer ponto do processo);
 
(D) Desenvolvedores: aqueles que vão transformar as ideias em produtos e serviços;
 
(E) Executores: pessoas que devem cuidar de todos os trâmites para a implementação e execução; 
 
(F) Facilitadores: são os que aprovam os novos itens de despesas e o investimento necessário à medida que o processo de inovação acontece.
 
 Agora que já temos o fermento, vamos buscar o “forno” ideal para que tudo isso aconteça: o ambiente. A inovação contínua acontece quando a empresa tem em seu DNA uma cultura criativa.
  
Onde a gestão estimula a criatividade, as ideias nascem por toda parte, em toda a organização e em todos os níveis de responsabilidade.
  
Além disso, compartilhe propósitos; comunique-se, de forma clara e transparente (é provado que a comunicação interna é um instrumento básico para transformar a cultura corporativa); estimule a colaboração entre departamentos; e esteja muito próximo do seu cliente, entregando o que gere valor para ele (olhe para dentro, mas não se esqueça de olhar para fora!).
  
Para finalizar, não podia deixar de citar uma frase do livro, que acredito ser fundamental para àqueles que desejam fazer uma verdadeira revolução em suas companhias, a fim de construir um ambiente inovador: “A criatividade e a inovação são caminhos de mudanças, com resultados desconhecidos."
 
Provavelmente, a inovação é o único objetivo empresarial que não podemos especificar exatamente aonde levará. Mas podemos afirmar que, em vez de um objetivo, ela estabelece uma direção”.
  
(*) Mauro Oliveira é diretor de Inovação, Marketing e Negócios da Ci&T, uma multinacional brasileira de TI, referência em inovação e outsourcing.